Artistas se inspiram em folclore brasileiro para criar novos Pokémons

img_0891

Aquele que apontar uma pokédex para um Saciklore, na região de Brasca, vai prontamente receber uma série de dados bastante completos sobre a criatura: tamanho, peso e até mesmo o tipo e espécie. No breve descritivo do monstro, descobrimos que este Pokemon atrevido é capaz de causar estragos na mente das pessoas, criando grande confusão. Dizem ainda que a fonte do poder de ilusionismo do Saciklore é seu cachimbo, feito com os ossos de seus antepassados.

Já na região de Amoz, o empenhado treinador descobrira dois outros pokemons também bastante parecidos. O pequeno Saceew e uma forma evoluída da criatura, o Screewper. Enquanto na primeira versão o monstro assopra bolhas de sabão e diverte-se escondendo objetos e perturbando os viventes, sua segunda forma é muito mais assustadora. Seu cachimbo, aqui, não cria apenas ilusões. Como objeto de poder, guarda todos os pesadelos que encontra em seus passeios noturnos. O que o Screewper faz com eles? Melhor nem saber.

Todos estes pokemons não-oficiais tem uma semelhança entre si. A primeira é que a base para sua criação foi o saci pererê. A segunda é que foram ambos criados por artistas brasileiros: o paulistano Fábio Meireles e o paraense Webby Junior.

Em sua página do Facebook, que criou como passa-tempo após se afastar do trabalho por conta de uma doença no braço, Fábio já conta com mais de 150 pokémons  dos mais variados. Sua inspiração vai do mosquito Aedes Aegypti – o terrível Zikaegypti – ao pokémon urso Trankiravel, inspirado em MC Bin Laden.

Numa empreitada como essa, era impossível fugir do folclore brasileiro. Há pokémons inspirados no Velho do Saco, no Boto e na Mula sem Cabeça. Isso sem falar que os pokémons iniciais da região inventada por ele – aqueles com os quais todo treinador começa – são inspirados no Capelobo, no Boi Bumbá e no Lobisomem.

Webby Junior faz uma produção mais voltada para a cultura da terra. Seus pokémons tem inspiração nas sementes de guaraná, na cerâmica marajoara, nas festas do Arraial do Pavulagem e principalmente nos nossos mitos folclóricos. Além do Saci, termos Curupira, Boto e até mesmo a clássica lenda da Serpente adormecida que, ao despertar, ameaça destruir toda a cidade em que esteve presa.

Que outros pokémons nossos mitos poderiam inspirar? O que não pode faltar aqui? Deixe suas sugestões!

Confira o trabalho de Webby Junior

Confira o trabalho de Fábio Meireles

Leia também:
Folclore Brasileiro inspira quadrinista pernambucano

Fusão! Quadrinista mistura mitos brasileiros em série de ilustrações fantásticas

Anúncios

3 Respostas para “Artistas se inspiram em folclore brasileiro para criar novos Pokémons

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s