Quem sou eu?

mostra

Apresentação para crianças na Feira do Livro de Porto Alegre

Andriolli Costa, 29 anos, é jornalista, narrador e pesquisador de folclore e imaginário brasileiro.  Sócio-fundador da Rede de Estudos e Pesquisas em Folkcomunicação e membro da Comissão Sul-Mato-Grossense de Folclore, atualmente é professor de Audiovisual na UFMS.

No Rio Grande do Sul atuou com contação de histórias para alunos –  em apresentações distintas para Fundamental 2 e Ensino Médio. Trabalhou ainda na formação de professores, bibliotecários e mediadores de leituras em cursos de folclore; parceria com a editora FTD. Pela Somos Educação, escreveu entre maio e agosto de 2019 uma coluna sobre folclore e ensino para a plataforma PROFS.

Com o Colecionador de Sacis foi um dos vencedores do prêmio Selma do Coco de Mestres da Cultura Popular, do antigo Ministério da Cultura (2018).

A partir de suas apresentações e palestras já levou um novo olhar sobre o folclore brasileiro para milhares de pessoas por MS, MT, RS e SP. Em 2018 estreou uma oficina de Introdução à Ficção Folclórica, voltada para escritores e produtores de conteúdo que desejam criar histórias inspiradas na cultura popular. Trabalha ainda com consultoria e pesquisa para editais culturais, leitura crítica e mentoria para trabalhos ligados a folclore. Mais informações aqui.

Mestre em Jornalismo pela UFSC, estudou a cobertura de mitos e lendas pelo jornalismo. Durante o doutorado em Comunicação e Informação pela UFRGS, fundou em 2015 o Colecionador de Sacis para responder a seu compromisso de socializar conhecimento sobre nossa cultura popular. Atravessa sempre pesquisa acadêmica com seu trabalho de reflexão sobre mitos brasileiros, e foi inclusive vencedor do prêmio Freitas Nobre de pesquisa em comunicação com um estudo sobre a cobertura de lendas gaúchas pelo fotojornalismo.

Com o blog, espera unir duas paixões, jornalismo e folclore, mostrando a relevância social destes temas muitas vezes ignorados pela imprensa tradicional. O site é o guarda-chuvas para projetos dos mais diversos: de revistas digitais em homenagem aos 100 anos do Inquérito sobre o Saci – que deu origem a uma exposição em museu-, vídeos da série É Folk ou Fake e os podcasts Poranduba e Popularium.

No campo da ficção, é autor e organizador das antologias de contos Mitos Modernos, Mitos de Origem e Mitos de Trindade, do Mitografias. A primeira foi vencedora do prêmio LeBlanc da UFRJ como melhor antologia de FC, Fantasia e Terror do Brasil em 2017. Escreveu ainda o prefácio da coletânea Raízes de Vento e Sangue, de Lauro Kociuba, e colaborou com um texto para a Reabertura do Inquérito sobre o Saci, de Carlos Carvalho Cavalheiro.

Estreou em 2017 a série de ensaios artísticos Folclore Nu – Desnudando a Cultura Brasileira, onde cada ensaio traz uma experiência estética diferenciada sobre os mitos brasileiros, acompanhadas de legendas que explicam mais sobre cada criatura. No audiovisual, escreveu, dirigiu e editou três curtas-metragens inspiradas no universo lendário: Enterros (2015), O Colecionador de Sacis (2016) e Anhangá – A Chama e a Brisa (2018).

Em breve mais novidades!

Contato: colecionadordesacis@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s