Cordel caipira reúne Papai Noel e Saci

O texto abaixo, chamado “Saci e o Papai Noel”, está presente no livro Saci e o Pensamento: Cordel Caipira, do companheiro Ditão Virgílio da Sociedade dos Observadores de Sacis.

1
Bem perto da lareira
À noite eu fui sentar
Onde estava o presépio
Com as imagens a brilhar
Pela luz da vela acesa
Eu podia tudo olhar
2
O menino Deus no berço
Maria e José do lado
Quando ouvi um barulho
Fiquei um pouco atordoado
Por terra um rodamoinho
No ar um grande chiado
3
Era o som de um trenó
Parou em cima do telhado
O rodamoinho cessou
Ali pertinho do lado
Atrás da árvore de Natal
Eu fiquei encostado
4
Desceu pela chaminé
Um velhinho diferente
Era o Papai Noel
Que parou ali na frente
Do outro lado o Saci
Muito alegre e sorridente
5
O Saci deu um jeitinho
E pro velhinho perguntou
“O senhor viaja o mundo
Me conta por onde andou
Quero saber sua história
Como tudo começou”
6
Papai Noel desconfiado
Com um saquinho na mão
Tinha um pouco de moeda
Pôs num cantinho do chão
“Presente pro dono da casa
Que vou dar de coração”
7
Com muita paciência
Começou a contar
O Saci que não parava
No cachimbo a pitar
Nesta hora fez silêncio
Para a história escutar
8
Papai Noel disse assim
“Há muito tempo passado
Eu nasci lá na Lapônia
Fui bispo num povoado
O dinheiro que conseguia
Pros pobres era doado”
9
“Pelas coisas que fazia
Minha fama se espalhou
O menino muito pobre
Carta pra mim mandou
Queria um brinquedo
Com que um dia ele sonhou”
10
“Viajei com minhas renas
No meu trenó voador
Rápido que nem pensamento
Levando paz e amor
Na noite de Natal
Eu chego seja onde for”
11
“Por eu repartir presentes
Na noite de Natal
Acharam que era milagre
Virei santo universal
Sou velhinho barba branca
O meu nome é Nicolau”
12
“Ando por todo mundo
Gosto de dar presentes
Pras crianças pequenas
Que ainda são inocentes
Falam até que não existo
Não somos tão diferentes”
13
O Saci pra ele olhou
E começou a falar
“Meu brinquedo é o vento
Também gosto de viajar
Pra repartir presentes
No Brasil posso ajudar”
14
“O senhor deve estar cansado
De entrar em chaminé
Pra mim é bem fácil
Porque tenho um só pé
Deixo o presente rápido
E tomo um gole de café”
15
O velhinho respondeu
Dando logo uma risada
“Você pensa que não sei
De suas trapalhadas?
Você vai trocar presentes
De toda a criançada”
16
“Além disso, na igreja,
Você é mal falado
Já pensou o que vão pensar
Da gente ser combinado?
Eu não serei mais santo
Posso ser excomungado”
17
O Saci disse assim
“Ninguém precisa saber
Poucos acreditam em nós
Não temos o que perder
É só me dar uma chance
E daí você pode dizer”
18
O velhinho abriu o saco
E tirou dois presentinhos
Deu pro Saci entregar
Na casa do vizinho
Ele foi e voltou rápido
No seu rodamoinho
19
Papai Noel resmungou
Ao ver tanta ligeireza
E para o Saci perguntou
Só mesmo pra ter certeza
Se tinha entregado certo
Senão ia ter surpresa
20
Saci logo respondeu
Com o seu jeitinho esperto
“Senhor pode botar fé
Que entreguei tudo certo
Se quiser conferir
A casa é aqui perto”
21
“O embrulho redondo
Que dentro estava a bola
Deixei pra Mariazinha
Jogar amanhã na escola
A boneca dei pro Zezinho
Pois acho que ele adora”
22
Papai Noel pensou
E ficou mais desconfiado
“Agora eu descobri
Porque deu presente errado
Na hora da entrega
O Saci está do meu lado”
23
“Foi o ano passado
Que eu fiz a confusão
O presente da Maria
Eu troquei com o João
Ele calçou a sandália
E ela pôs o botinão”
24
“Assim vai ser divertido
Deixa eu ser seu ajudante
Entregaremos presentes
Errados a todo instante
No outro dia destrocam
Isso é mais elegante”
25
“Você pode ir comigo
Para presente entregar
Mas tem que me prometer
Que só me vai ajudar
De cada cem presentes
Só um você pode trocar”
26
O Saci achou “Bom.
Isso eu posso aceitar
Daqui para frente
Vou assumir meu lugar
Tenho que estar preparado
Se o senhor aposentar”
27
O velhinho respondeu
“Não quero me aposentar
O que quero ainda um dia
É esta roupa trocar
Você é menino esperto
Talvez possa me ajudar”
28
O Saci deu um pinote
Virou um salto mortal
“O que está acontecendo?
Me fale, rei do Natal
Sua roupa não é esta?
Me diga, São Nicolau”
29
“Quando viajei pra América
A cor azul eu vestia
Pegaram a minha roupa
Coisa que não queria
E puseram uma cor nova
Que parece fantasia”
30
“Nos Estados Unidos
Minha roupa mudou
Pra vermelho e branco
E pelo mundo se espalhou
Usando minha imagem
Contente é que não estou”
31
“Mas o que é importante
É alegrar a criançada
Na noite de Natal
Ser feliz e dar risada
Venha comigo, Saci,
Dando sua gargalhada”
32
Os dois foram embora
Foi então que descobri
Que quando vem no Brasil
Papai Noel chega aqui
E leva como ajudante
O meu amigo Saci”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s