[#Saci100] Saci no Audiovisual

Seja para a TV, para o cinema ou para a internet, o perneta encontra cada
vez mais espaço nas telas brasileiras

maxresdefault (3)

Texto da Revista Saci Pererê – 100 anos do Inquérito. Clique aqui para ler e baixar.

Por Andriolli Costa

Em 1951, foi ao ar a primeira adaptação para o audiovisual de O Saci, de Monteiro Lobato. De lá para cá, o perneta encontrou espaço nas telinhas e telonas principalmente com as várias adaptações do Sítio do Picapau Amarelo, sendo as clássicas de 1952, 1964, 1967 e 1977, e fase “atual” tendo começado com a série da Globo em 2001 e com o desenho animado exibido na Globo e no Cartoon Network desde 2012.

Enquanto as imagens do Sítio permanecem dominantes, aos poucos vem surgindo diversas outras versões audiovisuais que tentam reimaginar – ou até mesmo desconstruir – o duende brasileiro. Produções dos mais diversos gêneros, do documentário ao drama, do filme de ação ao terror. Vamos conhecer algumas delas nas próximas páginas.

Para os próximos anos, a tendência é que surjam cada vez mais histórias autorais envolvendo folclore. Afinal, a produção de conteúdo está cada vez mais democrática graças à facilidade de acesso e distribuição do material.

Produções como a webssérie Imaginário, de Bruno Esposti, e Caçada nas Horas Mortas, de Sander Silva, são exemplos de criações originais feitas pensando nesta linguagem web. Confira abaixo algumas dessas obras e o link para cada uma.

Garoto de uma Perna (2016)
Dir: Bruno Esposti

Episódio da websérie Imaginário, produzida especialmente para o Youtube. Um casal de nômades tenta escapar de uma criatura que os persegue pela mata. É o saci, que nesta versão era filho de escrava feiticeira, carregando magia no sangue. O ser foge para a floresta após ser preso e mutilado pelo seu senhor, onde até hoje persegue quem invade seu território.

 

12745728_972791369423258_6970832386178173703_n

 

Caçada nas Horas Mortas – Saci Pererê (2016)
Dir: G. Sander Silva

Nesta versão, carregada em uma visão cristã do mito, o Saci é um poderoso demônio que mesmo preso acaba matando um caçador de criaturas. Cabe ao seu irmão assumir seu lugar e derrotar o ser malígno e vingar sua família. Este é o primeiro episódio da série Caçada nas Horas Mortas. A curiosidade é que Sander Silva, o diretor, interpreta todos os personagens, inclusive os monstros.

Filme offline

 

 

O Colecionador de Sacis (2016)
Dir: Andriolli Costa, Magnum Borini

Mário Sbardelotto é um homem de meia idade que vive sozinho com uma coleção de garrafas. Cada uma delas, garante, contém um saci diferente. Quando a mais antiga delas cai e quebra, Mário tem certeza de que o diabinho está solto pela casa e fará de tudo para capturá-lo outra vez – inclusive pedir ajuda ao Negrinho do Pastoreio. Curta produzido em uma oficina de cinema.

 

O Selvagem (2016)
Dir: Lucas Piaceski

Produzido para como trabalho de uma universidade americana, O Selvagem, segundo o diretor, é uma história sobre escolher entre vida ou morte, bem ou mal, selvagem ou civilizado. Enquanto procurava por água, um caçador solitário entra na floresta e se depara com uma misteriosa criatura negra. Este confronto entre duas distintas culturas pode levar a consequências irreparáveis

 

Sem Fim (2014)
Dir: Fábio Flecha

O que aconteceria se um vampiro, um personagem famoso das telas do cinema mundial, encontrasse pela frente um Saci, o mais conhecido personagem do folclore brasileiro? O resultado é Sem Fim, cujo título é inspirado em uma espécie de Saci que é dita como sendo o pior deles. De duas pernas, Sem Fim costuma dar surra de vara em quem não o obedece. Coitado do vampiro!

 

Fábulas Negras – O Saci (2014)
Dir: José Mojica Marins

Um homem despreza o conselho de Pai Pedro de respeitar o povo da mata e entra no bambuzal à noite, por conta própria. Tal arrogância desperta o saci, que passa a perseguir não só a ele, mas também a mulher pela qual é apaixonado. O resultado é o enlouquecimento dos pobres envolvidos. Curta que faz parte do longa Fábulas Negras, de Rodrigo Aragão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s