Mostra Curta Saci em Corumbá foi linda <3

mostra saci corumbaA Mostra Curta Saci começou ontem em Corumbá, e foi a coisa mais linda. Só tenho a agradecer a todos que participaram e aos que permitiram esse sonho virar realidade. Marcelle, Thayná e todo o pessoal do Sesc de Corumbá deram todo o apoio e estrutura. A sala de cinema do Sesc é maravilhosa, com direito a pipoca e refrigerante. Houve contação de histórias, concurso de melhor saci e uma hora de bate papo sobre saci, folclore e identidade.

Boa parte dos que vieram prestigiar a mostra contaram que foram atraídos pela minha entrevista na TV Morena falando dos vários sacis diferentes. Foi um gancho que a Laura Toledo teve a bela sacada de puxar, e que nenhum outro entrevistador aproveitou. Afinal, se há um Colecionador de Sacis, deve haver vários sacis diferentes! Valeu, Laura! Se não fosse isso, a mostra não teria sido a mesma.

Nosso melhor sacizinho da noite ganhou um exemplar da HQ A Bandeira do Elefante e da Arara, do Christopher Kastensmidt. A professora Robertatambém levou um para sua escola, e e a HQ vai fazer a alegria e alimentar o imaginário de muitas crianças no interior do MS. E graças ao pessoal doSacizal Dos Pererês, e seu lindo Calendário do Saci, mais gente vai conhecer o Capelobo, o Joãzinho do Mato e outros fantásticos mitos brasileiros.

Não posso esquecer também dos produtores audiovisuais que foram tão atenciosos e permitiram que a mostra fosse um sucesso. Fabio Flecha e seu SEM FIM Fim divertiram a plateia na luta do vampiro com o saci. Humberto Avelar e seu “Juro que Vi Saci” mostraram que nunca é tarde para voltar a ser criança. Issis Valenzuela, em “Observadores de Sacis” – um documentário cheio de silêncios e muita sensibilidade – nos lembra que “ver sacis é um estado de espirito”. Tenho orgulho de ver o meu Colecionador de Sacis em meio a tanta gente boa,

Renato Leôncio, com seu “Somos Todos Saci” (que fechou a mostra com chave de ouro) mostrou em 3 minutos o que é o espírito do saci, enquanto o diabrete prega peças em deuses e monstros gregos, egípcios e nórdicos. O pessoal gostou tanto dessa ideia que vários ficaram empolgados em ver uma série animada só do saci enganando deuses. Fica a dica :).

Tudo isso passei ao lado do meu amorzinho, Jessika Andras. Parceira e companheira de loucuras, que me apoiou e incentivou em todo o processo. Obrigado, amor! Sem você, já teria pirado.

Esse é só o começo. Tem muito mais saci pela frente. Até semana que vem!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s