10 maneiras de atualizar o folclore – Joanne Harris

zsa3s

Tradução: Andriolli Costa

Por indicação da escritora Ana Cristina Rodrigues, tomei contato com essa thread publicada por Joanne Harris no Twitter, na qual ela oferece 10 dicas para criar ficções folclóricas que dialoguem com os tempos atuais.

Autora do livro Chocolate – que ganhou fama na adaptação do filme homônimo, com Johnny Depp (2000) – Joanne possui duas novelas inspiradas em folclore: “A Pocketful of Crows” e “The Blue Sait Road”. Ambas inspiradas em baladas coletadas por Francis Child no século XIX. Ainda no ramo mitológico, escreveu o romance O Evangelho de Loki.

Confira as dicas abaixo:

il-vangelo-di-loki.jpg

1) Todas as culturas possuem uma grande riqueza em folclores, que inspiraram muito da nossa literatura. Algumas pessoas são muito cautelosas, e querem preservar “o original”. Outras compreendem que não existe o original, apenas a tradição em evolução.

2) Primeiramente, livre-se do medo de estragar o original. Você não apenas tem permissão para fazer isso, como é praticamente seu dever. Histórias que não forem reimaginadas com frequência vão morrer.

3) Muitos contos populares refletem atitudes que hoje consideramos problemáticas. Não há problema em mudar essas perspectivas para refletir nossa sensibilidade atual.

4) Qualquer pessoa que usar “fidelidade à fonte original” como desculpa para escrever merdas sobre estupro, racismo e supremacia não está escrevendo sobre folclore. Está apenas dando vida às suas próprias fantasias desagradáveis.

5) Muitos contos populares são baseados na ideia de manter mulheres arrogantes em seus lugares. Então, inverta seus heróis. Brinque com novos conceitos de identidade, sexualidade e gênero.

6) Diversos contos populares europeus são inerentemente racistas e capacitistas. Então mude suas raças. Repense seus heróis.  Reformule os anões sinistros, os velhos aleijados e as bruxas horrendas e lhes dê suas próprias histórias para contar.

7) Repense seus locais. Troque florestas por cidades, castelos por condomínios. Veja o que acontece quando você permite que o folclore se adapte a um novo tipo de terreno.

8) Repense seu sub-texto político. Histórias que eram sobre reis e cortesões no século XVII podem ser traduzidas perfeitamente para contos de políticos e conselheiros corruptos no século XXI.

9) Identifique o que ainda é relevante: o conceito de coragem, a ideia do amor que pode nos salvar ou que os monstros podem ser derrotados. Encontre maneiras de trazer de volta essas mensagens em histórias contemporâneas.

10) Compreenda a diferença entre re-imaginar o folclore de sua própria cultura e se apropriar de tradições folclóricas de outra cultura. Isso não significa que você não pode beber de outras culturas, mas não seja babaca.

Anúncios

5 Respostas para “10 maneiras de atualizar o folclore – Joanne Harris

  1. O itens 1, 7 e 9, para mim, são incríveis não só por se tratar de como atualizar o folclore em um processo criativo, por que esses pontos deveriam ser a base de qualquer um que queria construir uma fantasia nacional 😉

    Curtido por 1 pessoa

  2. Tenho dúvidas sobre como fazer o 10 corretamente. Até onde posso beber da fonte das lendas e crenças do folclore sem acabar caindo na apropriação cultural?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s