Além da Lenda – Animação leva para o divã seres do folclore brasileiro

19055753_461181084274461_7240589202268859028_o

Por Andriolli Costa

Galã de tempos antigos, Boto Cor de Rosa já não consegue seduzir ninguém. Criança nenhuma tem mais medo de que a Cuca venha pegar. Curupira e Cumade Fulozinha não conseguem mais defender as matas dos avanços da urbanização. Sem crença, os mitos sofrem os sintomas da terrível doença do desaparecimento. E só existe uma pessoa capaz de ajudá-los a não irem para as terras de “Além da Lenda”: o Senhor L. H, um terapeuta.

Essa é a história que percorre os 13 episódios da primeira temporada de Além da Lenda, uma animação produzida pela Viu Cine, de Pernambuco. Em entrevista exclusiva ao Colecionador de Sacis, o produtor e roteirista da série, Ulisses Brandão, 34 anos, descreve o projeto como uma tentativa de atualizar as “lendas” (em verdade, mitos) em um mundo hiper-conectado: onde crianças tem canais de Youtube, streamings ao vivo alcançam milhões e memes falam mais do que mil palavras. Onde a especulação imobiliária superou o medo das matas e o medo do sobrenatural virou apenas mais um tema a ser abraçado pela cultura pop.

Outra brincadeira foi investir em outro ponto narrativo. “Não queríamos tratar apenas como as pessoas veem as lendas, mas como as lendas veem as pessoas. Por isso a história é contada a partir do ponto de vista das próprias lendas em contato com esse terapeuta”. Colocar os mitos no divã foi portanto uma ferramenta narrativa, e não alguma referência aos psicanalistas do inconsciente. “Ele era para ser mais misterioso, mas por opção estética acabamos deixando ele mais fofinho. Com mais cara de avô”.

Distribuição

Com direção de Alisson Ricardo (Até que a Sbornia nos Separe), o projeto é resultado do Programa Brasil de Todas As Telas, edital da Ancine de 2014, e recebeu R$ 455 mil para o desenvolvimento da temporada completa, com episódios de 5 minutos e seis meses de exclusividade com a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC). Ulisses conta, no entanto, que o corte final mesmo terá 7 minutos. “Entregamos esta primeira versão em maio para a EBC, então em tese já está rodando na TV Brasil, mas eles não souberam nos dizer se já passou ou quando vai passar”, relata Ulisses.

A produtora já foi contatada pela Elo Company, a mesma que distribuiu O Menino e o Mundo (indicado ao Oscar de melhor animação em 2016). No entanto, apenas após os seis meses de exclusividade – lá por novembro – a animação poderá ser vendida para outro canal. O objetivo, ao menos por enquanto, é a televisão. Entretanto, existe outro projeto da Viu Cine aprovado em editais públicos: Além da Lenda – O Filme. “Será uma animação 2D, que deve ficar pronta em 2019. Sem data para ser exibido”, relata Ulisses, que também está envolvido com outra produção envolvendo folclore, o docudrama do site O Recife Assombrado. É bom ficar de olho!

lh

As Lendas

Focados nas demandas do edital, que fazia referência a cultura brasileira, Ulisses relata que a pesquisa logo se voltou para o folclore. Mas quais mitos retratar? A partir daí foi o momento da pesquisa que teve como fonte principalmente a internet. “Acho que o outro roteirista, Erickson Marinho, chegou a falar com um professor da universidade, mas não teve nenhuma consultoria. Escolhemos do nosso feeling mesmo”.

A primeira tentativa foi de contemplar mitos de todas as regiões do Brasil. Infelizmente, nenhum encantado do Centro-Oeste acabou sendo escolhido. “Achamos todas as histórias muito pesadas, mesmo suavizando para a animação não ia ficar legal”, pontua Ulisses. A pesquisa foi feita há três anos, então ele já não se lembrava mais quais mitos acabaram sendo descartados. Outra proposta, essa concretizada, foi a de intercalar mitos mais e menos conhecidos: Vaqueiro Misterioso, Barba Ruiva, Chimbamba, Cabra Cabriola, Comadre Fulozinha e Papa Figo alternam-se entre os episódios com Cuca, Negrinho do Pastoreio, Curupira, Iara, Boto e Boitatá.

Ulisses conta que ficou um pouco surpreso ao descobrir a quantidade de mitos brasileiros, especialmente os que nunca tinha ouvido falar. “Mostra que tem muita coisa a ser explorada ainda”. Da série, se precisasse escolher um, ficaria com o Negrinho do Pastoreio. “O Negrinho encontra coisas perdidas com seu cavalo baio, né? Isso me remete a minha infância por que temos uma lenda parecida, que é de São Longuinho. Minha mãe falava muito em São Longuinho, então tenho essa memória afetiva”, resgata.

A Animação

O Colecionador de Sacis teve acesso aos episódios de 5 minutos da temporada completa de Além da Lenda. A animação surpreende muito, primeiro pela grande qualidade visual, pela dublagem bastante eficiente (um problema ainda nas animações nacionais) e pela dinamicidade das histórias. Mesmo no corte mais curto, as histórias funcionam e tem um ritmo envolvente.

Dá para perceber a produção cuidadosa na repetição de elementos que costuram a série toda. Num bate papo digno de um chat da UOL, uma moça spammer divulga seus produtos “VonVon”. Mais a frente, Papa Figo desempregado acaba trabalhando como Consultor Independente da marca. E não tem quem assista a temporada sem achar graça cada vez que um personagem clama pela Nossa Senhora do Pão Doce.

Outra brincadeira frequente é a alternância entre o traço comum da animação com um quadro realista, efeito já explorado por desenhos como Bob Esponja e Hora da Aventura. Nessa mesma linha, alguns episódios flertam também com o nonsense, mas entre altos e baixos são todos capazes de encantar.

Cabe pontuar que o personagem do terapeuta é bastante dúbio. Por vezes, mais que um aconselhador, ele age como um inventor e cientista, construindo ferramentas para ajudar os mitos a não serem esquecidos. Adianta não ser esquecido, mas perder sua essência? Cumprir uma função, independente do modo, é realmente tudo que o caracteriza o ser do mito? São perguntas que não cabe a uma animação infantil responder, mas que vale a pena questionar.

Abaixo, breves comentários sem muitos spoilers de cada episódio de Além da Lenda. Apenas do último episódio não falaremos para evitar estragar qualquer surpresa. O objetivo, como em todas as análises do site, não é avaliar o mérito, mas refletir sobre a relação da obra audiovisual com o folclore brasileiro. Clique na imagem para ler.

 

Sinopse de Além da Lenda – O filme

“Um livro sagrado reúne todas as lendas do folclore brasileiro. Pela sua importância, ele é mantido em segredo e escondido na Montanha Coração do Brasil, que só é revelada uma vez por ano, justamente no dia 31 de outubro, dia do Saci. Só que a data está esquecida por muitos brasileiros, que preferem comemorar o Halloween.

Por isso, ao chegar no país, o trio símbolo do Dias das Bruxas, gata-bruxa Witchka, o espantalho Jerry Moon e o espectro Midnight, são recebidos como celebridades, com fãs lotando o aeroporto. O que ninguém sabe é que a vinda deles ao Brasil tem outro motivo além da festa. Eles armaram um engenhoso plano para capturar o secreto livro e assim “dominar” as lendas brasileiras. Eles não esperavam, no entanto, é encontrar no caminho a travessura de três dessas lendas.

Numa brincadeira de criança, Cumade Florzinha, Negrinho do Pastoreio e Chibamba acabam perdendo o livro, que, meio por acaso, chega às mãos do garoto Lucas, um fã de super-heróis, quadrinhos e games. Mesmo sem saber, o menino será o responsável por proteger parte do nosso folclore, o que acaba criando um forte laço de amizade entre ele e as lendas brasileiras .

Anúncios

Uma resposta para “Além da Lenda – Animação leva para o divã seres do folclore brasileiro

  1. Olá, Andriolli!
    Eu adoro as lendas brasileiras!
    Cada vez mais, tento incorporá-las aos meus contos.
    Obrigado pela indicação de animação!
    Peço sua licença para divulgar os “Minicontos Volume 3”, grátis na Amazon até 23/06.
    https://www.amazon.com.br/dp/B071XJD85J
    Eu ficaria muito agradecido se pudesse baixar a obra e fazer uma avaliação.
    Muito obrigado,
    Lucas Palhão

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s